Telefônica/Vivo troca comando no Brasil

A Telefônica/Vivo promoveu mudanças na sua cúpula no Brasil. Antônio Carlos Valente, que ocupava a presidência da empresa no país, deixa o cargo e deve assumir posição na presidência do conselho da companhia no Brasil sem função executiva e futuramente deve assumir outras responsabilidades como representante da companhia na América Latina. Paulo César Teixeira, que ocupava o cargo de CEO, também deixará a Telefônica, e será substituído em breve por Amos Genish, CEO da GVT, empresa recém adquirida pela Telefônica/Vivo, que passará a ser CEO e presidente. Genish foi escolhido pelo seu desempenho à frente da GVT, empresa que ajudou a fundar e que conseguiu transformar em um case de sucesso, a ponto de ser comprada pelos espanhóis por 7,4 bilhões de euros no ano passado, em uma operação aprovada pelo Cade nesta quarta, 25. Antes disso, a GVT, sob o comando de Amos Genish, também havia sido vendida para a Vivendi (2009) e, anteriormente, abrira o capital em bolsa em 2007, com relativo sucesso. Para assumir o cargo, Amos certamente terá que se desligar do conselho da Vivendi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.