Vex quer montar rede WiMesh para PNBL

A Vex aguarda ansiosamente os detalhes do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) que serão divulgados em breve pelo Governo Federal. A empresa, que hoje tem uma extensa rede WiFi com 2,5 mil hotspots espalhados pelo Brasil, sonha em montar uma rede WiMesh para ser utilizada no PNBL. "O WiMesh propicia uma cobertura maior que o WiFi e permite o compartilhamento de banda entre vários prestadores de serviço", explica o presidente da Vex, Roberto Ugolini. Ele entende que o WiMesh seria uma tecnologia adequada para prover a última milha para a banda larga a preços populares. Sua ideia é que a Vex montasse essa rede em várias cidades e a alugasse para as empresas que efetivamente forem vender o serviço para o usuário final.
Segundo o executivo, para que a banda larga tenha realmente preços populares, algo em torno de R$ 30 por mês, não é economicamente viável para operadoras fixas levar o acesso via ADSL. Já com uma rede WiMesh o negócio se torna viável especialmente se a infraestrutura for compartilhada por várias prestadoras do serviço de banda larga. "Em cidades com até 150 mil habitantes, o WiMesh é a tecnologia mais adequada", afima Ugolini.
O presidente da Vex entende que sua empresa provavelmente não será a única a disputar a construção dessa última milha para o PNBL. Ele aponta como um de seus diferenciais o fato de a Vex já ter toda a inteligência de back office montada, em razão da operação de hotspots WiFi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.