Investimentos e fragmentação de espectro são grandes desafios da indústria, diz Bernabè

Na abertura do Mobile World Congress, o principal evento de mobilidade do mundo, que acontece esta semana em Barcelona, o chairman da GSM Association e CEO da Telecom Italia, Franco Bernabè, enumerou investimentos e espectro como as duas principais questões hoje relacionadas à indústria de telecomunicações.

Do ponto de vista de espectro, o grande problema, segundo Bernabè, é a fragmentação de padrões que está sendo criada no mundo, sobretudo nas redes LTE. Ele exemplificou com o iPhone 5, um dispositivo 4G que mesmo estando disponível em três variações, ainda assim não é compatível com todas as redes existentes no mundo. Para Bernabè, o espectro precisa ser harmonizado para assegurar escala e interoperabilidade aos usuários.

A questão dos investimentos também é crítica para operadores, disse o chairman da GSMA. Ele repetiu aquilo que já vem sendo colocado por operadoras de telecomunicações nos principais eventos setoriais: é preciso um equilíbrio entre regulação, competição e inovação que crie um ambiente saudável financeiramente para operadoras e investidores, em benefício do consumidor. "É preciso economia de escala, previsibilidade de investimentos e um ambiente regulatório leve", disse ele. Segundo Bernabè, as operadoras estão fazendo um esforço de abrir as redes, permitir o desenvolvimentos de aplicações de terceiros com APIs (interfaces de aplicações) e conteúdos over-the-top sem discriminação, "mas a competição não pode gerar desequilíbrios".

Ele disse que os modelos regulatórios da Europa, por exemplo, fomentaram o surgimento de milhares de players, o que causou desequilíbrios por excesso de competição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.