Relatório final do PL das Fake News tem votação adiada; texto pode ter complemento de voto

O texto base do relatório do PL das Fake News (PL 2.630/2020) teve sua votação adiada por mais uma semana. Dessa vez, o processo de votação até chegou a ser encaminhado, com 8 votos favor do relatório e 4 contra o texto, mas por conta da ordem do dia, o procedimento foi suspenso. O relator da proposta, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), disse que antes da votação em plenário poderá apresentar um complemento de voto.

Durante os debates, os partidos Novo e PSL tentaram com afinco adiar a votação da matéria. Alguns requerimentos foram apresentados pelas duas legendas, no sentido de postergar por mais tempo a aprovação do relatório elaborado pelo deputado, mas foram todos derrubados.

Segundo Orlando Silva, é provável que após a votação da proposta pelo GT, ele seja encaminhado para plenário no dia seguinte. Após a reunião, o parlamentar comentou sobre a possibilidade de apresentar ainda antes da votação em plenário um complemento de voto ao relatório. Ele não deixou claro qual seria o teor, mas isso dependerá dos rumos da próxima reunião.

Notícias relacionadas

Na reunião do grupo de trabalho nesta quarta-feira, 24, ficou visível que Novo e PSL ainda defendem uma série de mudanças estruturantes no texto, o que demonstra não haver um acordo entre todos. "Estou vendo que não há diálogo para a proposta. De repente apresento um complemento de voto antes da votação em plenário, com os ajustes finais e o que não for acordo, vamos para a votação em plenário", afirmou Silva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.