Bloqueio de celulares terá novo round de discussão na Anatel

Embora o assunto tenha deixado as páginas dos jornais nos últimos meses, a polêmica em torno da venda de celulares bloqueados ainda não terminou. Um novo capítulo está prestes a acontecer: em breve a Anatel finalmente apresentará seu posicionamento em relação a uma antiga petição da Oi sobre a questão. O processo, que inclui manifestações do Procon, do Ministério Público Federal e do comitê de usuários da Anatel, está sob a relatoria da conselheira Emília Ribeiro.
A Oi basicamente questiona a legalidade da cobrança de multa ao consumidor por quebra de contrato em caso de desbloqueio do celular. Como argumento, a empresa cita o artigo 81 do novo regulamento do SMP, que veda a cobrança de qualquer valor quando do desbloqueio de um terminal. Nos contratos de algumas operadoras há cláusulas que definem o desbloqueio como uma quebra contratual e, logo, sujeita a multa. Para a Oi, essa é uma forma indireta de cobrar do usuário pelo desbloqueio, o que feriria o novo regulamento do SMP. A operadora argumenta não ser contra a existência de contratos de fidelidade, mas acha justo que o consumidor tenha o direito de experimentar o serviço de concorrentes enquanto vigorar seu contrato com sua atual prestadora de telefonia móvel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.