Acionista da PT coloca à venda 6,11% de participação

A exemplo da novela da Telefónica com a Telecom Italia, a proposta de fusão da Oi com a Portugal Telecom (PT) também ganhou doses de drama nesta quinta-feira, 24. A Caixa Geral de Depósitos, um acionista "de referência" da operadora portuguesa, comunicou a venda de todas as suas ações, que representam 6,11% de participação do capital social na PT.

O drama acontece porque o processo de bookbuilding dirigido a investidores, comunicado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários de Portugal, não teria sido informado previamente à PT. Em pleno momento delicado de fusão com Oi, a saída da Caixa Geral de Depósitos poderia enfraquecer a posição portuguesa.

A transação da Caixa, que deverá ser liquidada já no dia 29 de outubro, tem valor estimado de 3,48 euros por ação, o que significa um total de 190,6 milhões de euros. Em comunicado, a acionista da Portugal Telecom alegou "estratégia de desinvestimento em ativos não estratégicos". Com isso, as ações da PT registraram queda de 3,01% no fechamento da bolsa de Lisboa nesta quinta-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.