Estacionamento público em 11 cidades poderá ser pago pelo celular

A Estapar, empresa que administra vagas para carros em locais públicos em 11 cidades do País, está desenvolvendo um sistema para que os motoristas possam pagar o estacionamento através de seus celulares. A idéia é que o usuário envie um SMS com o número de sua placa e seja debitado depois na conta telefônica. O sistema está sendo desenvolvido no Brasil pela MobilePeople e deve ser lançado ainda este ano. As 11 cidades onde a Estapar tem convênio com as prefeituras para administrar vagas nas ruas são: Araras (SP), Araraquara (SP), Jaboticabal (SP), Jacareí (SP), Limeira (SP), Pindamonhagaba (SP), Porto Alegre (RS), Rio Claro (SP), Santo André (SP), São Carlos (SP) e São João da Boa Vista (SP). Ao todo, a Estapar é responsável pela cobrança de estacionamento de 15.036 vagas em ruas dessas cidades. A empresa ganhou uma licitação da Prefeitura de São Paulo para administrar algumas vagas no bairro do Itaim e deve começar a operar lá em breve também.
Atualmente, a Estapar utiliza parquímetros eletrônicos nessas cidades. Neles, os motoristas pagam a tarifa de estacionamento e emitem um comprovante que deve ser posto no interior do veículo, em local visível para os fiscais da companhia. O problema é que cada parquímetro eletrônico custa US$ 5 mil e atende aproximadamente a 30 vagas. "O pagamento remoto por celular é confortável para o cliente e complementa o parquímetro", explica o presidente da Estapar, Luis Felipe Lomonaco. Além de ser uma solução mais barata, o celular permite que o usuário renove o tempo de sua vaga à distância, sem ter que voltar ao local para emitir um novo bilhete no parquímetro. Haverá também a possibilidade de pagamento via URA, em vez de SMS. Os fiscais da empresa passarão a monitorar os carros munidos de smartphones. Conectando-se ao sistema da empresa através do smartphone, bastará para o fiscal digitar a placa de um veículo para saber se o motorista pagou o estacionamento. Serão comprados cerca de 300 smartphones para os fiscais. A Estapar ainda não definiu qual será o modelo de smartphone a ser usado.
As tarifas e o período de duração para o estacionamento variam em cada cidade. As prefeituras ficam com uma parte da receita. Na solução de pagamento via celular, as operadoras móveis serão remuneradas pela Estapar pelas mensagens trafegadas.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.