Resultados da Embratel surpreendem e ações sobem

Os resultados da Embratel, definitivamente, não foram bons no segundo trimestre. O prejuízo líquido no trimestre da Embratel foi de R$152 milhões e o prejuízo acumulado do ano foi de R$ 189 milhões, devido principalmente ao impacto da desvalorização do Real na dívida da empresa. Mas eram tão fortes as expectativas negativas em relação à empresa ? em função do seu endividamento em dólar e de seu incerto futuro junto à controladora ? que o mercado passou a olhar para o lado bom de seus números e do desdobramento da concordata da WorldCom.
Note-se que, ao final do pregão normal, às 17 horas, as suas ações PN estavam cotadas a R$ 1,73, com alta de 13,07%. As ON, que dão direito a voto, foram bem mais além: R$ 2,93, com alta de 17,20%.
A primeira leitura dos analistas é que, agora, mais do que nunca, a Embratel é uma das jóias a serem disputadas nos escombros da WorldCom. O que explicaria a alta espetacular das ON. Aliás, alguns analistas americanos vêm destacando há tempos a operadora brasileira como um dos ativos saudáveis da concordatária WorldCom.

Notícias relacionadas
A outra leitura diz respeito especificamente às novidades do balanço do segundo trimestre. Tanto Alexandre Garcia, do BES Research, quanto Victor Martins, do Banco Safra, lembram que, apesar dos esperados prejuízos financeiros (devido à alta do dólar) e da redução da queda do tráfego (devido à concorrência), a Embratel deu duas boas notícias: a inadimplência caiu de 7,5% para 6,9% da receita bruta e as despesas operacionais diminuíram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.