AT&T e Sprint levam vantagem com insolvência da WorldCom

Levantamento da Multex Investor com analistas de Wall Street revela que os maiores beneficiários da insolvência da WorldCom são mesmo as suas mais diretas competidoras no segmento de longa distância: a AT&T e a Sprint. Vão poder, segundo Vik Grover, da Kaufman Brothers, praticar preços mais altos e mais condizentes com seus negócios. A WorldCom promovia sucessivas guerras de preços. Rick Black, da Blaylock & Partners acredita que a AT&T ganhe mais que a Sprint. Isso porque a AT&T tem a posição dominante na longa distância, uma rede superior e uma poderosa força de vendas. Ganham também a Talk América na telefonia local e a CSG Systems provedora de serviços de billing.
Os analistas advertem que empresas que vinham usando a Arthur Andersen como auditora podem perder em credibilidade. Caso, por exemplo, da Qwest.
O fato é que o setor vem perdendo posição. Depois dos maus resultados desta semana (AT&T, SBC Communications, Bell South e Lucent Technologies), sobrou pouca coisa para ser indicada pelos especialistas do mercado. A própria Multex Investor não conseguiu preencher a lista dos Top 10 de sua última edição. Ficaram apenas cinco companhias: Crown Castle (CCI), L-3 Communications (LLL), Citizens Communications (CZN), CenturyTel (CTL) e Qualcomm (Qcom). A maioria é de empresas de porte menor.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.