Dez tipos de aplicações concentram 85% da receita de IoT no Brasil

Dez tipos de aplicações concentrarão 85% da receita com Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) no Brasil este ano, de acordo com um relatório da IDC. Em ordem decrescente em faturamento gerado, a lista é composta por: 1) manufatura, 2) monitoramento de carga, 3) gestão de frotas, 4) prédios inteligentes, 5) segurança e monitoramento doméstico, 6) smart grid, 7) segurança pública, 8) gestão de maquinário produtivo, 9) veículos conectados, 10) governo.

Notícias relacionadas

A definição de Internet das Coisas do IDC é a seguinte: uma rede de objetos identificados que se comunicam sem interação humana e que têm endereço IP. Sua projeção é de que em 2020 haverá no mundo 30 bilhões de coisas conectadas compondo o universo de IoT. Esse número não inclui smartphones, tablets, TVs e wearables, cabe ressaltar.

Pesquisa

A IDC realizou uma pesquisa sobre adoção de IoT com 151 executivos de empresas brasileiras de grande porte, todas com mais de 500 funcionários. As principais razões apontadas para o investimento em IoT foram: melhorar o time-to-market (18%); aumentar a produtividade (14%); e melhorar a tomada de decisão (14%). E as principais barreiras citadas foram: receio quanto a custos recorrentes (16%); falta de uma solução holística de IoT (13%); e falta de apoio da gerência (13%).

Os dados foram apresentados pelo diretor de telecom da IDC, Diego Anesini, durante o Forum Regional de IoT, organizado pela Cisco esta semana, no Rio de Janeiro.

Forum Mobile+

A edição deste ano do Forum Mobile+ terá um dia inteiro dedicado ao mercado de IoT no Brasil, com painéis sobre cidades inteligentes, indústria 4.0 e IoT em concessionárias de serviços públicos. O Forum Mobile+ acontecerá nos dias 22 e 23 de setembro, no WTC, em São Paulo. O evento é organizado pela Converge Comunicações e promovido por MOBILE TIME e TELETIME. Para conhecer a agenda e obter mais informações sobre o Forum Mobile+, acesse o site do evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.