RNP contrata empresa para lançar cabo subfluvial na primeira etapa do Norte Conectado

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) finalizou nesta segunda-feira, 24, processo de contratação de serviço de instalação dos cabos subaquáticos da Infovia 00, do Programa Norte Conectado e que interliga Macapá a Santarém (PA). Dentre quatro empresas que enviaram proposta para o processo de concorrência, a Comércio e Navegação Prates foi a escolhida pela entidade após análise de requisitos técnicos, documentais e de proposta comercial. 

Desta forma, a Navegação Prates será responsável pelo lançamento do cabo subfluvial com fibra óptica nos 770 km da rota, incluindo nas passagens pelas cidades paraenses de Monte Alegre e Alenquer. O contrato de lançamento inclui garantia de 12 meses para rompimentos e tempo de reparo de até 13 dias.

Segundo havia informado em fevereiro o Ministério das Comunicações (MCom), este é primeiro passo para a construção da infraestrutura do projeto piloto. Em seguida virão a aquisição e instalação do sistema DWDM que iluminará o primeiro par de fibras e a aquisição e instalação dos contêineres. O contrato do sistema DWDM também tem mínimo de 12 meses de garantias.

Notícias relacionadas

O trecho tem custo estimado em R$ 42 milhões, segundo estudos, e será financiado com recursos do CNJ, do Senado e dos ministérios da Comunicação e Economia. Depois da Infovia 00, há ainda no programa Norte Conectado a Infovia 01, com uso de R$ 400 milhões a partir de recursos do saldo da digitalização.

As demais Infovias (2 a 8) estão abarcadas no Programa Amazônia Integrada e Sustentável (PAIS), ao custo de R$ 1,6 bilhão como meta do leilão do 5G. Elas serão implantadas pela Entidade Administradora da Faixa de 3,5 GHz e executadas por meio de um operador neutro. Porém, conforme já noticiado por TELETIME, esse plano está sendo questionado pelo Tribunal de Contas da União na análise do edital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.