Senado aprova urgência na tramitação do projeto de proteção de dados; Orlando Silva apresenta parecer na Câmara

O Plenário do Senado Federal aprovou na sessão desta quarta-feira, 23, requerimento de urgência de autoria dos senadores João Capiberibe (PSB/AP), Simone Tebet (MDB/MS), Eduardo Amorim (PDSB/SE) e Wellington Fagundes (PR/MT) para a tramitação do PLS 330/2013, que trata da proteção dos dados pessoais. Com isso, o projeto, que está sob a relatoria do senador Ricardo Ferraço (PSDB/ES) na Comissão de Assuntos Econômicos, poderá ser votado em plenário já na próxima semana. O substitutivo de Ferraço estabelece entre outras regras, o estabelecimento de uma autoridade que será responsável pela regulação de questões relacionadas aos dados pessoais. Em princípio, o projeto seria votado na comissão no próximo dia 22, a pedido do relator.

Na outra frente, a proposta de Lei de Proteção de Dados que tramita na Câmara, o PL 4060/2012 (que tem apensados o PL 5276/2016  de autoria do Executivo o  PL 6291/2016), ganhou finalmente parecer do deputado Orlando Silva  (PC do B/SP) na Comissão Especial que trata do tema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.