Internet Society condena possível atraso de transição da IANA

Diante de indícios de que o partido republicano dos Estados Unidos estivesse tentando adiar a transição da tutela da Internet Assigned Numbers Authority (IANA, entidade responsável pelos números da rede), a Internet Society (Isoc) divulgou nesta terça, 24, um comunicado de apoio ao processo e condenando um possível atraso. A entidade afirma que acredita um eventual adiamento comprometeria o cronograma e mesmo provocaria instabilidades para a proposta, atualmente em revisão pelo governo norte-americano.

A Isoc reitera o apoio ao plano e a confiança de que o documento final atende a todos os requerimentos dos EUA, incluindo apoio ao modelo multissetorial; a segurança, estabilidade e resiliência do DNS da Internet; às necessidades e expectativas de clientes e parceiros globais dos serviços da IANA; e mantém a Internet aberta.

"Estamos confiantes de que a proposta atual balanceia a diversidade da comunidade multissetorial global, mas o faz de maneira que não dá nenhum poder especial a nenhum grupo setorial sozinho, incluindo governos e instituições intergovernamentais", afirma a Isoc. A entidade garante também que a proposta mantém a estabilidade das funções técnicas que são mantêm a operação da Internet. Diz estar confiante que o plano pode ser executado de forma que mantenha a validade do contrato da IANA com o governo americano, que expira em setembro deste ano. "De nossa perspectiva, a Internet Society não vê razão para atrasar a transição da tutela da IANA. De fato, acreditamos que tal atraso adicionaria um grau de instabilidade e deixaria o prospecto de controle governamental da Internet mais provável, e não menos", declara.

Um eventual atraso provocado pelos republicanos no congresso norte-americano visaria justamente minar o processo, mantendo a administração técnica da Internet nos Estados Unidos. A ideia seria a de que, atrasando mais uma vez a transição, a negociação da proposta pudesse ultrapassar o mandato do presidente Barack Obama, que apoia a transição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.