Brasil é prioridade na estratégia de mobilidade da Microsoft

O Brasil é um dos mercados prioritários na estratégia de mobilidade da Microsoft. A companhia revelou nesta terça-feira, 24, que os aparelhos com a nova versão do Windows Phone 7, batizada de Mango, chegarão ao Brasil até o fim deste ano. Um dos pontos que ilustra a importância concedida ao Brasil é que o país será o primeiro local do mundo a receber um centro de excelência para Windows Phone. Entretanto, não foram revelados valores de investimento no centro.
O diretor de operações (COO, na sigla em inglês) da Microsoft, Kevin Turner, enfatizou que o mercado brasileiro de celulares tem crescido 35%. A expectativa é que se torne o quinto maior do mundo até 2015. Segundo ele, por esse motivo, o Brasil é o mercado mais promissor do mundo para a Microsoft no segmento de mobilidade e é ponto chave da estratégia da companhia.
"O mercado brasileiro tem uma base muito grande de clientes e está em ampla expansão. O país está em uma ótima posição e o futuro do Windows Phone está no Brasil. Por isso, esses investimentos são justificáveis", disse o executivo durante entrevista coletiva. A partir do fim do ano, os aparelhos com o Windows Phone passarão a estar disponíveis em 38 países, incluindo o Brasil.

Notícias relacionadas
Outro fato que revela o foco do Microsoft no país é que a chegada dos smartphones com Windows Phone 7 versão Mango ocorrerá no mesmo momento em que tais aparelhos serão lançados nos principais países. "Essa é a meta. Pode acontecer um pequeno atraso devido ao prazo de homologação dos aparelhos pela Anatel. Mas a tendência é que estejam disponíveis no Brasil no mesmo momento que nos grandes mercados", observa Osvaldo Barbosa de Oliveira, diretor da divisão de Consumo & Online da Microsoft Brasil.
Dessa forma, a empresa enxerga o Brasil como uma alternativa relevante para recuperar o espaço perdido no segmento de mobilidade nos últimos anos. Ela, que tinha market share global em torno de 11% no mercado de sistemas operacionais para smartphones em 2009, viu essa parcela cair para cerca de 3% no primeiro trimestre deste ano, segundo dados de institutos de pesquisa.
Uma parte importante da estratégia da Microsoft vem da parceria firmada com a Nokia, entretanto, esta apenas mostrará resultado em 2012, quando os primeiros smartphones da fabricante finlandesa com o Windows Phone chegarão ao mercado. Até o momento, Samsung, LG, HTC, Acer e ZTE são os parceiros da Microsoft. "A junção dos fatores atuais – uma ampla gama de aplicativos e uma interface fácil de ser utilizada e totalmente integrada a outros serviços da companhia – com a parceria com a Nokia proporcionará à Microsoft crescer muito rápido neste mercado", conclui Oliveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.