Vivensis quer 25% da demanda por kits na migração para banda Ku

Yvan Cabral, da Vivensis

Com a iminência da migração para a banda Ku dos canais de TV aberta que hoje estão na banda C, a fabricante de kits de antenas e receptores Vivensis pretende abocanhar pelo menos 25% da demanda gerada na troca de parabólicas.

Segundo o sócio-fundador da empresa paranaense, Yvan Cabral, a fabricante está se planejando para participar de concorrências junto à entidade administradora da migração (a EAF). "Já estamos preparados para apresentar a nossa proposta e conquistar uma boa participação deste mercado", afirmou o executivo.

A partir de recursos do leilão do 5G, a EAF deve custear a troca de kits para cerca de 8 milhões de lares com residentes no Cadastro Único do governo federal. De forma geral, a migração deve envolver cerca de 18 milhões de domicílios; em caso de sucesso na captura de parte da demanda, a Vivensis entende que pode dobrar de tamanho até 2023.

Notícias relacionadas

"A meta de atender 25% da demanda é agressiva, mas estamos confiantes e orgulhosos em contribuir para a rápida adoção do 5G no Brasil e continuar a levar TV aberta para toda sociedade brasileira", afirmou Cabral. Como parte da estratégia, a empresa já realizou investimentos de R$ 20 milhões em uma nova fábrica em Manaus, além de concluir um processo de reestruturação.

Com 27 anos de atuação, a Vivensis reporta mais de 10 milhões de produtos vendidos e 6,5 mil pontos de venda no País, além de parcerias estratégicas com operadoras como Sky, Hughes e Copel Telecom. Desde 2020, a fabricante reporta um crescimento de 77% na receita.

Satélite

Nos domicílios que terão kits gratuitos subsidiados pelo governo, as novas parabólicas em banda Ku serão apontadas para o satélite StarOne D2, da Embratel, posicionado a 70º Oeste; no entanto, radiodifusores têm indicado que também pretendem utilizar o IS-32, da Sky, situado a 43ºO. A retirada dos canais de TV aberta da banda C é necessária por conta do início das operações do 5G na faixa de 3,5 GHz.

16 COMENTÁRIOS

  1. E eu que gastei 400 reais no sathd regional pra ter imagem fullHD na banda C vou perder meu dinheiro? Ou vou poder usar ele na banda Ku?

    • olá, Raimundo, meu no é jair Rodrigo, sou especialista na instalação desses equipamentos e a seguro que seu equipamento atual atende aos requisitos e já poderá usar o satélites operantes nessa migração já no próximo mês de junho! contrate um instalador e efetue a migração!

    • Você poderá utilizar o seu SATHD na sua antena parabólica , apenas terás de trocar o NLBF desta por um LNB universal .

  2. Bom dia me chamo Everaldo .
    A mesma antena que está apontada pro star one c4 70w será que não consigo um kit pra achar sinal star one d2 ?

  3. Boa noite, tô tendo o privilégio de instalar aparelho vx10 vivensis, antigamente eu instalava a claro livre eu era cadastrado na vivensis, queria continuar instalando. E se possível ser um revendedor autônomo do produto.

  4. Algum intalador em Pojuca na bahia pois estou fazendo o pedido da troca da parabolica e nunca chega ja fiz o pedido 5 vezes e ninquem veio eu so vejo os instaladores instalando na vizinhança e nunca vem na minha casa. (estou na espera)

Deixe um comentário para JAIR RODRIO SANTOS DE OLIVEIRA Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!