Abrint manifesta preocupação com demora na sabatina de Baigorri e Coimbra

Foto: Pixabay

Após Conexis e TelComp, agora a Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) também manifestou preocupação com a demora do Congresso Nacional em realizar as sabatinas de Carlos Baigorri e de Artur Coimbra para a presidência e conselho da Anatel, respectivamente. Na carta aberta destinada ao parlamento e divulgada nesta quinta-feira, 24, a entidade diz que a agência tem papel de extrema importância para o setor e que, por isso, é "essencial manter a composição completa e efetiva" do Conselho Diretor. 

A entidade representante de prestadoras de pequeno porte (PPPs, ou ISPs, como também são chamadas) cita assuntos relevantes atualmente em discussão na Anatel, como a regulamentação do compartilhamento de postes, redes neutras e a implantação do 5G. "O setor de telecomunicações – que está em constante crescimento e inovação – pode ser negativamente impactado pela possível morosidade ou instabilidade nos processos regulatórios", coloca a Abrint.

"Por isso, a Abrint pede uma resposta célere do Poder Legislativo para a realização das sabatinas dos nomes já indicados pelo Poder Executivo para composição efetiva da direção superior da Anatel", finaliza a carta, assinada pela gerência de relacionamento institucional, regulatório e comunicação da associação.

Notícias relacionadas

O apoio às candidaturas de Baigorri e Coimbra acontece em meio a rumores de que haveria ainda uma disputa política pela cadeira da presidência da Anatel, com o conselheiro Emmanoel Campelo como possível candidato. A sabatina no Senado não foi possível ainda no final do ano passado mas, mesmo depois do regresso, já foi suspensa devido ao receio com a variante ômicron da covid-19. Desde o começo de fevereiro, a presidência interina da Anatel está sendo ocupada pelo superintendente de fiscalização da agência, Wilson Wellisch.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.