Oi tenta alterar condições de emissão de debentures para relançá-la

Depois de suspender uma emissão de R$ 2,25 bilhões em debêntures no início deste mês por causa do aumento das provisões feitas na Brasil Telecom, a Oi tentará alterar as condições da emissão para relançá-la. O conselho de administração da operadora levará aos acionistas no dia 9 de março a proposta de encurtar o prazo de vencimento dos papéis de uma das duas séries de cinco anos para quatro anos. Além disso, a Oi propõe mudanças na garantia firme que os bancos coordenadores da oferta, Santander e BTG Pactual, darão. Caso não haja demanda pelos papéis, as instituições se comprometem a comprá-los. Para a série mais curta e com remuneração pela taxa do Depósito Interfinanceiro (DI), de quatro anos, ela aumentará de R$ 1,5 bilhão para R$ 1,8 bilhão. Já para a série de dez anos, cuja remuneração está atrelada à inflação medida pelo IPCA, haverá uma redução de R$ 500 milhões para R$ 200 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.