Virtualização pode trazer oportunidades de monetização para o 5G

Os casos de uso do 5G ainda estão em estágio inicial, mas as empresas já estão buscando como angariar oportunidades. Em painel no segundo dia da Mobile World Congress (MWC-19) em Los Angeles nesta quarta, 23, especialistas representantes de fornecedores chegaram a um consenso de que é importante obter um modelo de negócios sustentável. 

Uma saída é a redução de custos e otimização da eficiência operacional por meio da virtualização. Para o chief strategy officer do provedor de software norte-americano Mavenir, Bejoy Pankajakshan, a escala do 5G necessita convergência e uso mais inteligentes de recursos. "Anunciamos na MWC [de Barcelona] um parceria com uma das maiores operadoras da Índia, e isso é um exemplo de como abrir rede para parceiros e MVNOs, monetizando em cima disso", declarou. 

A fornecedora trabalha com soluções de virtualização da rede de acesso (OpenRAN) e também tem parceria com outra operadora nova: a Rakuten, no Japão. "Como monetizar os casos é o que vai ser valioso para a sociedade, mesmo em 4G."

"É um trabalho em progresso. Estamos progredindo e tirando barreiras, começando a fazer modelos de implantações mais fáceis. Temos hoje 350 companhias com as quais trabalhamos em um esforço comunitário para os modelos", explica a vice-presidente corporativa e general manager de padrões de 5G da Intel, Asha Keddy. 

Na visão de Rick Corker, presidente de operações para clientes da Nokia nas Américas, os elementos de inteligência artificial e orquestração com a nova rede 5G vai permitir mover os dados de forma transparente. "O que estamos vendo são duas estratégias: uma mais abrangente de conectividade, para pessoas e empresas, e outras com especialização", diz, referindo-se a verticais como mineradoras na América Latina e a indústria automotiva nos EUA. 

*O jornalista viajou a Los Angeles a convite da GSMA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.