Nokia registra crescimento em vendas e aumenta projeções para o ano

O terceiro trimestre deste ano foi particularmente positivo para a Nokia, em especial pelo desempenho de sua área de infraestrutura, que a faz elevar as expectativas para o consolidado de 12 meses. A companhia finlandesa divulgou nesta quinta-feira, 23, o balanço financeiro do período com ganhos nas vendas e no lucro bruto, mas com prejuízo operacional.

Notícias relacionadas

As vendas líquidas da empresa aumentaram 13,14% e registraram 3,324 bilhões de euros. A América Latina foi a única região que mostrou queda: 4%, totalizando 277 milhões de euros. Já a região da China avançou 38% e totalizou 390 milhões de euros. A Europa continua sendo a área onde a Nokia tem mais vendas: 1,010 bilhão de euros, aumento de 9%. Segundo a Nokia, esse crescimento no total foi devido a grandes implantações de LTE na América do Norte e na China, que beneficiaram a área de banda larga móvel da empresa.

A companhia registrou ainda lucro bruto de 1,478 bilhão de euros, 17,49% acima do que reportou no mesmo período do ano anterior. O lucro líquido ficou em 750 milhões de euros, revertendo o prejuízo de 105 milhões de euros em 2013. Ainda assim, a empresa registrou prejuízo operacional de 810 milhões de euros, devido a custos e despesas de 2,876 bilhões de euros no período.

Por área

A Nokia Networks, área de fornecimento de equipamentos de infraestrutura e antes conhecida como Nokia Solutions and Networks (NSN), registrou 2,940 bilhões de euros em vendas, aumento de 13,47%. O setor ficou com 397 milhões de lucro operacional, crescimento de 82,95%.

Já a área de banda larga móvel registrou avanço de 32,80%, ou 1,672 bilhão de euros. O lucro operacional subiu mais do que quatro vezes e ficou em 254 milhões de euros. Por sua vez, a divisão de mapas Here mostrou aumento de 12,32%, somando 237 milhões de euros no trimestre.

Satisfeito

O CEO e presidente da Nokia, Rajeev Suri, disse em comunicado estar "particularmente satisfeito" com a área Networks por conta do crescimento e lucratividade aumentada. "Dito isso, eu também quero deixar claro que a Networks se beneficiou de alguns desenvolvimentos específicos no trimestre, com um mix de negócios balanceado entre a banda larga móvel e o mix regional, incluindo fortes ganhos na América do Norte".

Feliz com o desempenho, a Nokia aumentou a projeção para a margem operacional da área Networks neste ano para "acima de 11%", contra entre 5% e 10% antes previsto. O otimismo é devido às "dinâmicas da competição na indústria", uma proporção maior das vendas de Serviços Globais e de banda larga móvel, melhor mix regional e melhoria operacional esperada. O Capex esperado para a divisão no ano será de 250 milhões de euros, contra 200 milhões de euros anteriormente previstos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.