Aumenta velocidade média global da banda larga no trimestre

Embora no Brasil o crescimento tenha sido mais discreto, as conexões de banda larga têm ficado mais rápidas de uma maneira geral no mundo. No período de abril a junho, a velocidade média global da Internet aumentou 3,5% em relação ao começo do ano e ficou em 5,1 Mbps, segundo relatório State of Internet da Akamai divulgado nesta quarta-feira, 23. No comparativo anual, o crescimento foi de 17%.

Como tem sido constante, o país com maior média é a Coreia do Sul, com 23,1 Mbps, apesar do recuo de 2,1% em relação ao primeiro trimestre. Em seguida vem Hong Kong, com 17 Mbps (avanço de 1,5%); Japão, com 16,4 Mbps (7,8% de crescimento); Suécia, 16,1 Mbps (aumento de 1,6%); e Suíça, com 15,6 Mbps (4,6%). De acordo com a Akamai, houve aumento nessa média em 130 países, com a maior taxa de crescimento em Madagascar, com 129% (3 Mbps).

O pico de velocidade médio mundial foi de 32,5 Mbps, aumento de 12% no trimestre e 26% anual. O levantamento mostrou Cingapura como a única nação a ultrapassar os 100 Mbps, com 108,3 Mbps (aumento de 12%). Hong Kong (94,8 Mbps), Coreia do Sul (83,3 Mbps), Japão (75,1 Mbps) e Taiwan (74,5 Mbps) aparecem em seguida.

Penetração

A média global de penetração de velocidades acima de 4 Mbps no período foi de 64%, aumento de 1,1% e 8,1%, respectivamente. Os países com maior quantidade de conexões acima dessa taxa são Coreia do Sul e Bulgária, com 96%, e Holanda, Israel e Tailândia, com 95% cada.

No recorte acima de 10 Mbps, a média mundial ficou em 27%, aumento trimestral de 2,1% e anual de 15%. Coreia do Sul (75%) e Hong Kong (62%) estão à frente, seguidos de Suíça, Holanda e Japão, com 60% cada. A Akamai diz que 14% das conexões no planeta têm velocidade acima de 15 Mbps, um aumento de 2,5% e 9,9%, respectivamente. Coreia do Sul (53%), Hong Kong (40%), Japão (38%), Suíça (34%) e Suécia (34%) são os países com maior penetração.

Considerando a velocidade de 25 Mbps, a penetração mundial é de 4,9%, um aumento de 7,5% no comparativo trimestral, mas recuo de 0,5% comparado ao ano passado. Isso ocorreu por conta da diminuição nos dois países com maior quantidade de conexões acima dessa taxa: Coreia do Sul (29% de penetração) e Hong Kong (16%), que apresentaram recuo de 5,5% e 2,9% no trimestre e 24% e 11% no ano, respectivamente. Japão (16%), Suécia (15%) e Letônia (13%) aparecem nas posições seguintes. Interessante notar que, apesar de ser o novo patamar de banda larga adotado pela agência reguladora norte-americana, a Federal Communications Commission (FCC), os Estados Unidos não aparecem entre os dez primeiros lugares do ranking.

Tráfego IPv6

A Akamai registrou ainda queda trimestral na quantidade de endereços únicos em IPv4: 1,1%, totalizando 803,802 milhões no mundo. Em IPv6, os países com maior quantidade de tráfego com o novo protocolo são Bélgica (38%), Suíça (23%), Estados Unidos (19%), Peru (17%) e Alemanha (17%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.