Base da telefonia fixa diminui 1,35% no semestre

O serviço de telefonia fixa (STFC) observou a maior queda entre maio e junho, um recuo de 1,04% (464,7 mil desconexões), especialmente por conta da diminuição de base da Oi e da América Móvil (Claro, Embratel e Net). Com isso, o mercado fechou o semestre com 44,396 milhões de linhas, um recuo de 605,5 mil acessos (1,35% a menos) se comparado com dezembro de 2014, segundo dados da Anatel divulgados nesta quinta-feira, 23.

Dentre as concessionárias, que são quase 60% de todo o mercado de telefonia fixa no País, junho encerrou com 26,435 milhões de linhas, queda de 0,54% (144,2 mil acessos a menos) e 2,79% (758,6 mil desconexões) no mês e no ano, respectivamente. Destaca-se a constante redução de base da Oi, que ainda é líder de mercado, com 59,06% de participação. Entre maio e junho, ela caiu 0,76% (120,2 mil acessos), mas no ano a queda acumulada foi de 4,09% (665,5 mil desconexões).

Notícias relacionadas

STFC Share Concessionárias

Já entre as autorizadas houve recuo de 1,75% no mês (320,5 mil desconexões) e aumento de 0,86% (153,1 mil adições líquidas) no semestre, fechando junho com 17,960 milhões de linhas fixas (40,45% do mercado total). A líder isolada era a América Móvil (AMX), com 63,72% de participação no mercado, mas a companhia mostrou recuo de 2,97%, ou 350,9 mil acessos, somente entre maio e junho. Ainda assim, o desempenho melhor em outros meses compensou parcialmente o desempenho no sexto mês, deixando a empresa com queda no semestre de 1,62% (187,9 mil linhas). A controladora mexicana fechou o período com 11,444 milhões de linhas.

Com 208,6 mil e 155,1 mil adições líquidas, GVT e TIM, respectivamente, compensaram as quedas no semestre da AMX e da Telefônica (53,7 mil desconexões, ou 8,85% de redução). A GVT fechou o período com 26,56% de share, enquanto a TIM mostrou 3,10% de participação.

STFC Share Autorizadas

Fusão

Considerando a fusão da Telefônica com a GVT nas autorizadas, a empresa resultante seria a segunda maior, com 5,322 milhões de conexões e 29,64% do mercado. Calculando também com a base de concessionárias e considerando o mercado total de STFC, a Telefônica teria fechado o semestre com 15,249 milhões de acessos, ou 34,35% de participação (em segundo lugar, atrás da Oi, que teria 35,52%).

Orelhões

O Brasil fechou junho com 865,3 mil orelhões, uma queda de 0,42% (menos 3,6 mil) em relação a dezembro do ano passado. Desses, 20,4 mil eram adaptados para cadeirantes (queda de 0,71% no semestre) e 5,7 mil eram adaptados para deficientes auditivos e de fala (aumento de 0,16%).

Já o telefone popular, o Acesso Individual Classe Especial (Aice), aumentou 9,19% no semestre, fechando junho com 173,9 mil linhas. O ritmo foi de 2,4 mil adições líquidas/mês – apenas entre dezembro e janeiro houve um ritmo acima das 3 mil adições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.