Ericsson entra na disputa pela unidade de wireless da Nortel

Depois da Nokia Siemens e da Resarch In Motion (RIM), fabricante do BlackBerry, agora é a vez da Ericsson entrar na disputa pela compra da unidade de negócios de tecnologia sem fio (wireless) da Nortel. De acordo com o Financial Times, a empresa sueca não revelou o valor de sua oferta, mas calcula-se que ela tenha se equiparado às propostas da Nokia Siemens, sua principal rival na Europa, de US$ 650 milhões, e a de US$ 750 milhões do fundo de investimentos americano MatlinPatterson, as duas maiores feitas até o momento.
A RIM tentou participar da disputa com uma oferta de US$ 1,1 bilhão, que não foi aceita pela Nortel pelo fato da empresa não permitir que o comprador da unidade de wireless também adquira outros dos seus ativos, o que era, segundo a Nortel, o desejo da RIM.
Os negócios de tecnologia sem fio da Nortel são os que mais atraem a concorrência, que tem muito interesse em se apropriar das tecnologias desenvolvidas pela empresa para Long Term Evolution (LTE), a próxima geração de banda larga móvel.
A audiência sobre a venda da unidade de negócios wireless ocorrerá nesta sexta-feira, 24, sem a RIM, o que pode causar um problema político entre as duas empresas e o governo canadense, país de origem de ambas as companhias.
A fabricante do BlackBerry seria a única empresa canadense que se interessou em comprar o negócio da Nortel, e há grande interesse do governo do Canadá em manter o controle das operações de rede sem fio da Nortel no país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.