Huawei fomenta ecossistemas para massificar iniciativas verdes

A Huawei realizou nesta quinta-feira, 23/06, um encontro com jornalistas de toda a América Latina para apresentar sua estratégia para tornar a tecnologia parte fundamental de iniciativas de preservação. Durante o encontro, que aconteceu em Cancún (México), durante o Latam ICT Congress 2022, o diretor de estratégia e marketing da companhia para a região, Joaquín Saldaña, detalhou algumas das iniciativas da empresa.

Saldaña lembrou que o compromisso da Huawei com a sustentabilidade ambiental é um desdobramento de outro, mais amplo, chamado pela empresa de Tech for All e que é traduzido pela mensagem de "não deixar ninguém para trás no mundo digital". O programa tem foco em frentes como saúde, educação e, também, meio ambiente e desenvolvimento.

Neste último, foi destacada a participação da companhia no programa Rainforest Connection, que utiliza a tecnologia da empresa para criar e implantar sistemas de monitoramento acústico abertos e escaláveis que podem impedir a extração ilegal de madeira e a caça ilegal, além de permitir a medição e o monitoramento da biodiversidade. Os detalhes do programa foram apresentados por Chrissy Durkin, diretora de expansão internacional da entidade.

Notícias relacionadas

Saldaña lembrou que a participação da Huawei em iniciativas como esta é fruto de um trabalho conjunto realizado pela companhia junto a órgãos como Unesco, ITU, WWF e GSMA, entre muitos outros para criar um ecossistema que identifique e dê tração a elas. "Identificar estes programas exige uma profunda colaboração com parceiros, porque não podemos fazer tudo sozinhos", ressalta.

Isso porque a identificação dos programas que podem trazer mais valor ao meio ambiente não passa por decisões de negócio, mas por análises científicas e de impacto que vão determinar a relevância daquele projeto. É graças ao trabalho desse ecossistema, que hoje conta com cerca de 40 parceiros, que a Huawei está envolvida em mais de 40 projetos em todo o mundo.

O executivo destaca ainda que não se trata apenas de levar tecnologia a estes projetos, mas de desenvolvê-la. "No ano passado investimos mais de 20% de nosso faturamento em pesquisa e desenvolvimento. Isso tem gerado milhares de patentes. É essa tecnologia de ponta que estamos alocando para a preservação do meio ambiente", conclui. (* – Este conteúdo é patrocinado pela Huawei)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.