TCU reforma decisão sobre análise de TACs da Anatel

O Tribunal de Contas da União (TCU) recuou e acatou o embargo de declaração da Anatel contra a decisão anterior da Corte, que determinava que o órgão regulador deveria enviar ao Tribunal o encaminhamento dos Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) antes da aprovação do Conselho Diretor da agência. Com a decisão, tomada nesta quarta-feira, 22, a agência deverá mandar os processos após a apreciação do colegiado, antes da assinatura do Termo, acompanhada de fundamentação técnica que julgar pertinente.

No embargo, acatado pelo relator Bruno Dantas, o órgão regulador argumentou que a decisão anterior do Tribunal gerava (obscuridade e contradição). A agência também sustenta que o ideal para o encaminhamento da versão definitiva da minuta de TAC "é aquele compreendido entre a aprovação da minuta pelo conselho diretor da Anatel e a assinatura do termo propriamente dita. Assim, este Tribunal faria o seu juízo com base na expressão mais acabada do documento".

A medida já vale para os próximos TACs que a agência estabelecer. O processo foi originado pelo Termo de Ajustamento de Conduta da Telefônica, que não foi concluído.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.