Quantidade de linhas de telefonia fixa cresce nas regiões Norte e Nordeste

Foto: Pixabay

Depois de quedas sucessivas, o serviço de telefonia fixa obtém um significativo crescimento no número de acessos no Nordeste e Norte brasileiro. A região Nordeste fechou janeiro com aumento de 7,5% no número de linhas ativas do serviço e a Norte, com 3,6% linhas a mais no mesmo período.

Em dezembro de 2020, haviam 3.081.937 linhas ativas no Nordeste. Em janeiro de 2021, o número foi de 3.312.674 acessos do serviço. Na região Norte, em dezembro existiam 1.040.529 linhas. Em janeiro, o total de acessos do serviço foi de 1.078.039.

Apesar do crescimento nas duas regiões, em computo geral, o número de linhas ativas de telefonia fixa caiu 3,8% em janeiro, quando comparado com dezembro de 2020. Os dados da Anatel mostram que a maior queda foi registrada na região Sudeste, com 6,2% a menos de linhas ativas. Comparando a queda anual a partir de janeiro de 2020 até janeiro de 2021, a quantidade de clientes do serviço caiu 11,5%. Isso fez com que janeiro de 2021 o Brasil tivesse o total de 29.307.483 linhas ativas de telefonia fixa.

Notícias relacionadas

Densidade

Com a queda geral do número de linhas ativas de telefonia fixa em 3,8%, caiu também a densidade do serviço (linhas ativas a cada 100 habitantes). A região que mais reduziu a densidade foi a Sudeste, com uma queda de 6,2%. Em dezembro, eram 60 linhas ativas a cada 100 habitantes. Em janeiro, este número ficou em 56,3.

Em dezembro de 2020, existiam 43,1 linhas ativas a cada 100 habitantes. Já em janeiro de 2021, a quantidade era de 41,5 linhas. A diferença anual entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021, a queda registrada da densidade é de 12,2%. As concessionárias continuam sendo as que mais entregam o serviço ao cliente. Elas são responsáveis por 15.514.422 linhas no Brasil. Já as autorizatárias respondem por 13.793.061 linhas de telefone fixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.