TIM tem lucro líquido de R$ 2,2 bilhões no acumulado de 2021

A TIM apresentou na noite desta quarta-feira, 23, os resultados financeiros e operacionais da empresa no quarto trimestre de 2021 e no acumulado do ano passado. No período, a empresa somou receita líquida de R$ 18,058 bilhões (alta de 4,6%) e lucro líquido normalizado de R$ 2,2 bilhões (avanço de 17,6%).

Os resultados foram diferentes no trimestre final de 2021, com queda de 26% do lucro líquido no período (para R$ 768 milhões) e salto na receita de 2,6%. Já o Ebitda normalizado da TIM cresceu 2,9% no quarto trimestre (R$ 2,4 bilhões, com margem de 51%) e 4,4% no ano (R$ 8,7 bilhões).

Segundo a companhia, entre as alavancas que permitiram o resultado estão a performance do pós-pago móvel e o crescimento da TIM Live, de banda larga fixa. No segmento móvel, a receita média mensal por usuário (ou ARPU) cresceu 2,6% no ano, atingindo R$ 27,7.

Notícias relacionadas

O número foi obtido após a receita com clientes pós-pagos da operadora ter uma alta de 3,7% no quarto trimestre e de 5,4% no acumulado de 2021. Os números compensaram quedas de 3,7% e 1,9% no pré-pago nas mesmas bases de comparação.

Na soma, a receita de serviço móvel da TIM avançou 3,8% no ano passado, para R$ 4,3 bilhões. A operadora encerrou 2021 com 52 milhões de clientes móveis, sendo 29,2 milhões pós-pagos e 22,8 milhões, pré-pagos. A partir de 2022, a adição de clientes oriundos da Oi Móvel pode mudar o quadro.

Fixo

Já a receita da operação fixa da companhia ficou em R$ 1,147 bilhão no ano, em alta de 8,8% mesmo com desaceleração da performance da TIM Live no segundo semestre (causada pela pressão competitiva e por foco na constituição da I-Systems). A operação tinha 685 mil acessos até o fim de 2021 (+6,1%).

"A expectativa é que em 2022, a TIM Live volte a ingressar em novas localidades com FTTH, de forma a aumentar ainda mais a participação dessa tecnologia no resultado da Receita do Serviço Fixo", afirmou a TIM. Hoje, a empresa tem quase 4,2 milhões de casas passadas (HPs) com fibra disponível para contratação.

Capex

Do ponto de vista de investimentos, foram aportados em 2021 cerca de R$ 7,966 bilhões, incluindo R$ 3,585 bilhões discriminados para compra de espectro no leilão do 5G.

Com tal cifra, o capex da TIM avançaria aumento de 104%, mas na base normalizada (sem os gastos com leilões), o salto é de 12,6% (para R$ 4,832 bilhões). Já no quarto trimestre de 2021, o investimento normalizado da empresa recuou 14,2%. Para 2022, a expectativa é que cerca de R$ 4,8 bilhões voltem a ser mobilizados, de acordo com as projeções da empresa.

Deixe seu comentário