Para Cisco, rede será mais relevante do que nunca no ambiente de IoT

Chuck Robbins, presidnete da Cisco

O Mobile World Congress de 2016, que acontece esta semana em Barcelona, é essencialmente sobre Internet das Coisas. Esse é o tema mais falado e, mesmo quando se fala de 5G (o outro tema dominante), o pano de fundo é sempre expectativa de um mundo em que tudo estará conectado. O que fica claro é que esse cenário é a aposta das empresas de telecomunicações para recuperarem o protagonismo perdido para as empresas de Internet. Isso porque as redes se tornam mais relevantes no ambiente da Internet das Coisas, e a integração com plataformas complexas de TI é vital para a viabilização dos serviços.

Quem faz esta análise é Chuck Robbins, presidente da Cisco: "no ambiente de IoT, a rede vai ser mais relevante do que nunca. E poucas empresa podem lidar com essa transição na escala de bilhões de conexões. Isso requer muita preparação e capacidade", disse ele.

Questionado por este noticiário se esse cenário não acabaria criando uma Internet menos aberta a iniciativas de garagem, de pequenos desenvolvedores ou desenvolvedores individuais, Robbins disse não acreditar. Para ele, existe hoje uma cultura forte de investimento em inovação e venture capital voltado para pequenos empreendedores, o que permitirá aos pequenos desenvolverem aplicações no ambiente da Internet das Coisas, assegurando a diversidade de iniciativa mesmo que as aplicações demandem empresas de grande porte para serem implementadas, segundo ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.