Estrutura acionária complexa

Para se entender melhor o caso, é bom conhecer a estrutura acionária da Brasil Telecom. A operadora é controlada pela holding Brasil Telecom Participações, que por sua vez é controlada pela Solpart, com 52% do capital votante. Já o capital votante da Solpart pertence à Timepart (investidores estrangeiros e nacionais, no qual se inclui Luis Raymundo Tourinho Dantas, pai de Daniel Dantas, dono do Opportunity), com 51%; Stet (Telecom Italia), com 38%; e Techold (subsidiária integral da Invitel), com 11%. As disputas estão ocorrendo justamente na Invitel, que é formada pelos fundos de pensão e pelo Opportunity Zain (com participação do Citibank e fundos do banco brasileiro). Seu acordo de acionistas prevê que os conselheiros indicados pela Invitel (onde se incluem os representantes do fundos) votem de acordo com as decisões tomadas em uma reunião prévia. Mas não foi isto o que ocorreu, dando origem à discussão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.