Oi reduz preço de ligações internacionais em zonas de fronteira

A Oi decidiu reduzir o preço de ligações internacionais em cidades que ficam em região de fronteira em até 97%. A ideia é tornar os preços dessas ligações semelhantes aos de ligações locais, já que são cidades que, apesar de separadas em dois países, têm grande identidade local. O DDI precisa ser feito pelo código da Oi. Atualmente, algumas cidades do Rio Grande do Sul já têm esse benefício, que será estendido ao Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, Amazonas, Acre e Amapá até o fim de 2014. São eles:

  • Oiapoque, no Amapá
  • Bonfim, em Roraima
  • Tabatinga e Benjamin Constant, no Amazonas
  • Brasiléia e Assis Brasil, no Acre
  • Guajará-Mirim, em Rondônia
  • Corumbá, Bela Vista, Porto Murtinho e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul
  • Guaíra, Foz do Iguaçu e Barracão, no Paraná
  • Dionísio Cerqueira, em Santa Catarina
  • Uruguaiana, Itaqui, São Borja, Sant'Ana do Livramento, Aceguá, Quaraí, Barra do Quaraí, Jaguarão e Chuí, no Rio Grande do Sul

As cidades estrangeiras que poderão receber chamadas de telefone fixo ao preço de local com a medida são:

  • Saint George de L´Oyapock, na Guiana Francesa
  • Letham, na Guiana
  • Letícia, na Colômbia
  • Santa Rosa e Iñaperi, no Peru
  • Cobija, Guayara e Porto Suarez, na Bolívia,
  • Bella Vista, Carmelo Peralta, Pedro Juan Caballero, Salto de Guayra e Ciudad del Este, no Paraguai,
  • Puerto Iguazu, Bernardo de Irigoyen, Paso de los Libres, Alvear, La Cruz e San Tomé, na Argentina
  • Artigas, Rivera, Acegua, Bella Unión, Barra del Chuy, Lago Merin e Rio Branco, no Uruguai

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.