Huawei: mudança de sede para Argentina não interfere em negócios no Brasil

No final da semana passada, a Huawei anunciou que iria transferir a sede da escritório regional que comanda os negócios do sul da América do Sul (Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Chile) de São Paulo para Buenos Aires, Argentina, mas não havia deixado claro os motivos. Agora, de acordo com o CTO da companhia chinesa no Brasil, Vinícius Dalben, a transferência da sede administrativa acontece "por motivos de escala", devido ao tamanho do mercado interno brasileiro.

"O País é muito grande comparado com países circunscritos na mesma região. Por ser muito grande, a presidência sul-americana tinha muito foco aqui", explicou o executivo, em coletiva de imprensa durante a Futurecom, no Rio de Janeiro, nesta terça-feira, 22. Dalben disse que o plano de produção da fábrica nacional continua, com expectativa de mais modelos a serem feitos na planta. "É um fortalecimento da infraestrutura do Brasil. A unidade tem plena capacidade de continuar", disse. O escritório brasileiro continuará a responder para o regional, entretanto.

O executivo garantiu ainda que não há cortes, e que a formação do time profissional brasileiro da Huawei permanece, considerando a equipe como "madura". Os executivos chineses que ainda não haviam sido regularizados e que atenderão ao mercado da América do Sul, por outro lado, deverão ser transferidos. "Fica quem não é expatriado, quem é expatriado no Brasil vai para a Argentina."

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.