TIM testa 5G standalone na Berrini, em São Paulo

Foto: Pixabay

A TIM voltou a testar o 5G em preparação da rede para a implantação da tecnologia após o leilão da Anatel. A companhia implantou três antenas para uma rede privativa com o padrão standalone em São Paulo, na Av. Luis Carlos Berrini, no bairro do Brooklin, onde há grande concentração de grandes empresas e é tida como novo centro financeiro da capital paulista. 

Segundo a operadora em comunicado nesta quarta-feira, 22, o objetivo da prova de conceito é fazer "experimentos pontuais" em ambiente urbano. Com isso, espera fazer avaliações técnicas da própria rede e de suas funcionalidades, como agregação de frequências, compartilhamento de rede e conexão de dados em baixíssima latência". Em agosto, um piloto em Minas Gerais em parceria com a Ericsson e a Mediatek utilizou as faixas de 3,5 GHz e de 2,6 GHz para a agregação de portadora.

Os testes na Av. Berrini já mostraram "potencial" para a rede alcançar a taxa de 1 Gbps para download. Segundo a tele, há um desejo de "se antecipar ao máximo na prestação do serviço para o meio corporativo e para os consumidores".

Notícias relacionadas

Uma coisa da comunicação a se ressaltar: a TIM utilizou o termo "5G puro" para se referir ao padrão standalone. A companhia tem sido uma das únicas operadoras a vocalizar concordância com o governo em relação à nomenclatura da quinta geração no modo de compartilhamento dinâmico de espectro (DSS) – apesar de ela própria também oferecer a tecnologia. Ela inclusive foi a favor da exigência do Release 16 no edital do 5G desde a proposta inicial do então relator, conselheiro Carlos Baigorri. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.