SES investirá na instalação de antenas em headends de TV paga

A SES prepara o lançamento de seu "Antenna Program" na América Latina, incluindo o Brasil. Seguindo exemplo de sucesso no mercado europeu, a operadora de satélites se prepara para realizar um grande investimento "em terra" para acompanhar o lançamento de seu satélite SES 6, no primeiro semestre de 2013. A ideia, explica a vice-presidente de vendas para a América Latina e Caribe, Dolores Martos, é instalar antenas em diversos headends de operações de TV por assinatura. Com essa estrutura instalada, a operadora espera ampliar a oferta de serviço aos canais de televisão, sejam programadoras de TV por assinatura, ou os canais digitais em alta definição de TV aberta.

Trata-se de uma aposta na expansão da oferta de canais em alta definição na América Latina, que precisarão levar seus conteúdo às operações de cabo, que também crescem na região. Segundo Dolores, há aproximadamente 4 mil headends de cabo na América Latina, mas apenas cerca de 300 já em alta definição. A SES deve começar por estes mais evoluídos, e ampliar a instalação de antenas conforme o mercado se desenvolva.

Para este projeto, a SES vem trabalhando com fabricantes locais para determinar que equipamentos serão adquiridos e instalados no headends.

A SES é hoje uma das duas maiores operadoras de satélites do mundo, com 51 artefatos em órbita e mais uma série de lançamentos programados para este ano e para o próximo. A empresa tem apostado no mercado de distribuição de conteúdos de TV, DTH e também em projetos de banda larga via satélite.

Evento

Dolores participará do Congresso Latinoamericano de Satélites, realizado pela Converge (que edita este noticiário) no Rio de Janeiro, dias 13 e 14 de setembro, no Rio de Janeiro. O evento discutirá as perspectivas de mercado de evolução do setor de satélite, inclusive com debates sobre o impacto do DTH e da TV digital. Mais informações sobre o evento pelo site www.teletime.com.br/eventos .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.