Minicom quer fabricação nacional de small cells e femtocells

A audiência da Qualcomm desta terça-feira, 21, com a presidenta Dilma Rousseff e o ministro Paulo Bernardo aparentemente serviu para dar novo impulso ao pleito antigo de fornecedores de infraestrutura como Ericsson, Alcatel-Lucent e Huawei para que micro, pico e femtocelúlas fossem tributadas de forma diversa das estações radiobase (ERBs) convencionais.

Notícias relacionadas
De acordo com Bernardo, a presidenta ficou entusiasmada com as características de melhor impacto urbano e maior eficiência nas redes. “Nos encanta muito a possibilidade de implantar essa questão, não só com o aspecto regulatório, de desoneração, mas também com produção aqui. Vamos começar a produzir essas ERBs menores aqui”, propõe o ministro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.