SindiTelebrasil: proposta de reforma tributária prejudica consumidor, Internet e chegada do 5G

Foto: Pixabay

O SindiTelebrasil, sindicato que representa as operadoras e empresas de telecomunicações, divulgou nota nesta quarta-feira, 22, criticando a proposta de Reforma Tributária apresentada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, no dia anterior. A entidade afirma que, em uma avaliação preliminar, verificou que o projeto de unificar o PIS/Cofins poderia implicar no aumento de "aproximadamente 2 pontos percentuais em uma carga tributária que já é elevada (46,7% em 2019) – a maior tributação de banda larga entre os 20 maiores mercados do mundo".

Na nota, o presidente executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, afirma que a proposta "trouxe simplificações importantes", mas "prejudica o consumidor e a expansão do acesso da população aos serviços de telecomunicações, essencial no cotidiano dos brasileiros e para o desenvolvimento econômico, especialmente no momento de retomada pós-pandemia". 

Para a entidade, é necessário avaliar detalhadamente a proposta e apresentar as contribuições ao Congresso. Além disso, o sindicato quer explicar a Guedes "que esse aumento dificulta a digitalização e prejudica a implantação do 5G no Brasil". No último dia 10, o secretário de infraestrutura do Ministério da Economia, Diog Mac Cord, havia dito que a intenção da pasta era de buscar uma consultoria para analisar meios de racionalizar a tributação sobre o setor de telecomunicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.