Telefônica incorpora resultado da GVT e soma R$ 15,9 bi em receita no primeiro trimestre

Em comunicado enviado ao mercado nesta quarta, 22, a Telefônica enviou o histórico de dados pro forma da companhia no primeiro trimestre de 2015, incluindo dados desde 1º de janeiro de 2014 da GVT, adquirida em maio deste ano. Considerando assim a empresa resultante da fusão, a receita operacional bruta no período foi de R$ 15,912 bilhões, um aumento de 4,47% em relação aos três primeiros meses do ano passado. A receita operacional líquida aumentou 5,13%, totalizando R$ 10,364 bilhões.

As receitas fixas totalizaram R$ 4,135 bilhões, aumento de 0,38%. Destaque para a TV por assinatura, que aumentou 31,62% no período, totalizando R$ 393,2 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) fechou o período em R$ 3,114 bilhões, aumento de 1,86%. A margem EBTIDA recuou um ponto percentual e ficou em 30%.

Nos dados operacionais, a Telefônica com a GVT totalizou 23,514 milhões de acessos fixos, sendo 14,856 milhões de voz fixa. Foram 6,955 milhões de banda larga fixa, sendo quase metade com a tecnologia FTTx (3,472 milhões) e com outras tecnologias (3,483 milhões). Em TV por assinatura a empresa tem 1,703 milhão de acessos. A receita média por usuário (ARPU) de voz ficou em R$ 44,2; a de banda larga ficou em R$ 36,8; e a de TV por assinatura ficou em R$ 78,2.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.