Publicidade
Início Newsletter Comissão Europeia também lança iniciativa para buscar liderança no 6G

Comissão Europeia também lança iniciativa para buscar liderança no 6G

Foto: Pixabay

A Comissão Europeia e a comunidade de TICs do continente lançaram uma iniciativa de 900 milhões de euros para desenvolver a tecnologia 6G. A iniciativa divulgada nesta terça-feira, 22, é um compromisso conjunto (joint undertaking) em redes e serviços inteligentes (sigla SNS), com atenção especial a “valores europeus” em privacidade, segurança e soberania tecnológica.

A parceria vai “definir e implantar um cronograma para pesquisa, inovação e instalação para permitir à Europa tomar papel de liderança na criação da próxima geração de tecnologias de redes e serviços inteligentes que serão chamadas de 6G“. Essa parceria inclui também serviços para administrações públicas e indústrias. 

Com isso, a Comissão Europeia colocou metas para trazer impactos “notáveis” na economia de dados da Europa até 2030″

Notícias relacionadas
  • Impulsionar a soberania tecnológica da Europa no 6G ao implantar programa de P&D para levar à concepção e padronização “por volta de 2025”, além de prover soluções para “necessidades e valores da sociedade europeia” e preparar adoção de mercado para tecnologias 6G até o fim da década;
  • Mobilizar uma cadeia abrangente de atores para endereçar áreas estratégicas de redes e serviços de cadeia de valor para serviços edge e cloud, com “novas oportunidades de mercado em novos componentes e dispositivos além dos smartphones”;
  • Acelerar a implantação do 5G na região para desenvolver mercados digitais e permitir uma transição “verde e digital” da economia e sociedade.

Neste último caso, a iniciativa pretende coordenar diretrizes estratégicas para programas relevantes dentro de outros projetos, como a linha de crédito Connecting Europe Facility e demais políticas públicas da Europa. As primeiras chamadas para propostas deverão acontecer ainda este ano, com os primeiros projetos começando ao longo de 2022.

A Europa não é a única interessada em adiantar a corrida pelo 6G. Os Estados Unidos e o Reino Unido (agora que não é mais parte da União Europeia) também perseguem a utilização dessa tecnologia, e com o mesmo propósito: tentar liderar a economia digital promovida com a chegada da próxima geração de redes móveis. Nas entrelinhas, o que se tenta também é promover uma agenda contra a China, tanto em domínio tecnológico quanto em relação ao mercado de telecomunicações. Não à toa, essa iniciativa da Comissão fala em “valores” e “soberania”

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile