Oi acerta empréstimo ponte com credores e injeção de recursos pela V.tal

Foto: Pixabay

Em fato relevante na manhã desta segunda-feira, 22, a Oi divulgou os primeiros compromissos de injeção de recursos na companhia por parte de credores e da V.tal, após a aprovação do novo plano de recuperação judicial da tele na última semana.

No caso dos credores financeiros internacionais, o conjunto de noteholders e agências de fomento internacionais (ECAs) reunidos no Ad Hoc Group aceitou conceder um novo empréstimo ponte para a Oi no montante total de US$ 135 milhões – ou pouco mais de R$ 700 milhões, na cotação atual.

A operação ocorreria na forma de um aditamento do empréstimo DIP (debtor in possession) que a empresa já tem contratado (esta seria a quarta "tranche" do financiamento). O desembolso dos valores – essenciais para a liquidez de curto prazo da Oi – dependem de determinadas condições como a homologação do novo plano de recuperação judicial ou, alternativamente, autorização prévia do juízo para a operação.

Notícias relacionadas

Em paralelo, a V.tal celebrou um termo de adesão para a concessão à Oi de R$ 758 milhões no âmbito do Novo Financiamento buscado pela companhia. A operadora de infraestrutura (que também firmou acordo para comprar a unidade de fibra da Oi em segunda rodada) participaria da operação na modalidade aberta para terceiros.

Neste caso, o financiamento teria vencimento em junho de 2027 e contaria com garantias reais e fidejussórias em favor da V.tal. A operação também ocorreria na modalidade debtor in possession (DIP).

Vale notar que o Novo Financiamento não se confunde com o empréstimo ponte da Oi. No primeiro caso, a empresa espera US$ 655 milhões – cerca de R$ 3,4 bilhões, na cotação atual – divididos em US$ 505 milhões via credores financeiros que optarem pela alternativa e US$ 150 milhões, de terceiros e demais credores não elegíveis na primeira opção. É nesse segundo momento que se insere o compromisso da V.tal, que já corresponde a quase a totalidade dos valores esperados de terceiros.

Já o empréstimo ponte tinha valor previsto de US$ 135,8 milhões, agora totalmente compromissados ao lado dos credores. A Oi espera os recursos dentro de uma semana após a homologação do seu novo plano, sendo esta fonte de liquidez para a operação da empresa no curtíssimo prazo. O empréstimo ponte tem vencimento em dezembro de 2024, mas seu saldo também deve ser convertido no âmbito do Novo Financiamento.

1 COMENTÁRIO

Deixe um comentário para Paulo Souza da Silva Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!