Intelsat 29e sofre perda total

[Atualizada às 18h] O satélite Intelsat 29e foi totalmente perdido. A operadora Intelsat anunciou na última sexta-feira, 18, que a anomalia detectada no último dia 10 provocou na perda total do artefato. Com isso, um grupo de trabalho da empresa com a fabricante do satélite, a Boeing, deverá completar uma análise completa para identificar a causa do mau funcionamento.

No dia 7 de abril, o sistema de propulsão do Intelsat 29e sofreu uma avaria que causou o vazamento do propelente no satélite, levando à interrupção da comunicação e dos serviços. A operadora estava tentando consertar remotamente a falha, mas uma segunda anomalia aconteceu. Depois disso, "todos os esforços para recuperar o satélite não foram bem sucedidos", conforme explicou a empresa em comunicado.

A Intelsat afirma que tem estado em contato com os clientes afetados, e que procura promover a migração dos serviços para outros satélites da própria companhia ou de outras operadoras. Segundo a companhia, a realocação e restauração dos serviços estão em fase avançada.

Lançado em janeiro de 2016, o satélite Intelsat 29e foi o primeiro da operadora com tecnologia de feixes amplos (wide beams) e direcionados (spot beams) com reutilização de frequência, o que prometia alto desempenho em banda C e Ku. O artefato cobria as Américas e o Atlântico Norte na posição 310ºE, substituindo o Intelsat IR.

Backhaul

O satélite fornecia backhaul para antenas remotas da TIM no Brasil desde 2016, quando as empresas assinaram um acordo plurianual para o uso da capacidade em banda Ku. Leitores do TELETIME relataram problemas na rede da operadora em determinados locais durante a semana.

Na tarde desta segunda-feira, 22, a TIM confirmou o impacto com a perda do satélite, mas que já iniciou a migração para o Intelsat 37e. Confira na íntegra o posicionamento da operadora:

A TIM informa que alguns clientes enfrentam dificuldades na utilização dos seus serviços em razão da perda de um satélite da Intelsat. Desde que foi constatada a falha, a operadora iniciou a migração para o satélite IE37, da mesma provedora, para que os usuários não fiquem sem comunicação. Enquanto o serviço não é totalmente normalizado, em algumas cidades, a TIM tomou as medidas para não impactar a prestação dos serviços.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.