DTH da Embratel é complementar, diz Net

O presidente da Net Serviços, José Antônio Félix, considera que o serviço de TV por assinatura da Embratel, via satélite (DTH), vai complementar a atual cobertura da Net, o que é ¿salutar¿ para o acionista controlador de ambas as empresas, o grupo mexicano Telmex. ¿As regiões onde a nossa rede de cabo não chega serão cobertas pelo DTH, o que é bom para as pessoas que hoje não têm acesso à TV por assinatura¿, disse ele. Vale lembrar que a Sky presta serviço de DTH em âmbito nacional.
O executivo acredita que a licença de DTH da Embratel deve ser aprovada em tempo ¿muito curto¿.
Antônio Félix afirma que a entrada da Embratel nesse mercado vai acirrar a competição com os players de DTH (como Sky e a Telefônica), o que indiretamente pode beneficiar a própria Net. ¿Vai acirrar a competição, pode nos beneficiar nesse ponto¿, diz ele.

Notícias relacionadas
Félix afirma também que tem conversado com a Claro para a formatação de uma oferta convergente com telefonia móvel, o quadri-play. ¿Estamos tentando imaginar algo que gere valor para os clientes de ambas as companhias e também para os novos assinantes¿. Ele preferiu não fazer nenhuma previsão para o lançamento de uma oferta conjunta com a Claro.

PL 29

João Elek, diretor financeiro e de relações com investidores, lembrou que existe um acordo de acionistas entre Globo e Telmex, permitindo que o grupo mexicano ( através da Embratel Participações S.A) adquira 2% de participação na GB Empreendimentos ficando com 51% na GB, contra os 49% que tem hoje. A GB Empreendimentos, por sua vez, tem a maior parte do capital votante da Net, com 51%.
O PL 29, que trata da entrada das teles no mercado de TV por assinatura, prevê a queda da restrição ao capital estrangeiro, o que impede que hoje a Telmex seja controladora da Net. ¿O governo tem demostrado apoio à eliminação das restrições ao capital estrangeiro¿, diz ele. Na opinião de Elek, o projeto ainda está em fase de maturação, não devendo ser aprovado neste ano. ¿Acho que tem muita coisa para acontecer. A essa altura não podemos falar com base nas informações que saem na imprensa¿, diz ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.