Opportunity entende que interferência da Anatel é correta

Para o departamento jurídico do Opportunity, a Anatel está agindo corretamente ao interferir no processo, pois ele afetaria o controle de concessionárias de telefonia. De acordo com o banco gestor, as mudanças estatutárias aprovadas em AGE visam esclarecer determinados pontos do estatuto, impedindo que os fundos transfiram poderes à TIW, sócio minoritário que detém 49% de Telpart. Além disso, o Opportunity argumenta que não está previsto no estatuto o direito de veto dos fundos em questões como essa. Por fim, o banco gestor tem consigo os pareceres de três juristas – Bulhões Pedreira, Alfredo Lamy e Modesto Carvalhosa – demonstrando que as alterações estatutárias aprovadas na AGE não ferem os direitos dos fundos na Newtel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.