Hispasat adquire companhia de teleportos para expandir na América Latina

Satélite Amazonas 4, da Hispamar Hispasat. Foto: Divulgação

O grupo espanhol Hispasat adquiriu a companhia de teleportos e serviços satelitais Axess Networks. A transação, avaliada pela consultoria do BBVA em US$ 96 milhões por 100% do capital da Axess, foi anunciada na segunda-feira, 21, em Madri, na Espanha. 

Conforme destacou a controladora da subsidiária brasileira Hispamar (que até janeiro tinha participação também da Oi no capital), a aquisição é parte do plano estratégico 2020-25, que visa transformar a companhia em uma provedora de soluções e serviços de satélite em seus mercados principais. A Axess tem presença justamente na América Latina e Europa, além de Oriente Médio e África.

"As vantagens dessa fusão serão especialmente notáveis na América Latina, região onde ambas as companhias mantêm uma porção significativa dos seus negócios", declara a Hispasat no comunicado ao mercado. A Axess tem teleportos especialmente na Alemanha, México e Colômbia, além de outras instalações no Peru, Chile e Arábia Saudita. A base de clientes é de setores corporativo e industrial relacionados a telecomunicações, energético (petróleo e gás) e mineração. As atividades da empresa serão mantidas, bem como a operação, gestão, times de funcionário e relação com clientes e fornecedores.

Notícias relacionadas

Com a incorporação, a Hispasat pretende ter mais envolvimento na cadeia de valor de serviços gerenciados, "aumentando a proximidade com clientes e podendo se adaptar e rapidamente desenvolver suas soluções para um setor que está atualmente presenciando uma grande explosão tecnológica". Permitirá ainda otimizar a oferta em áreas como extensão de cobertura de redes de celular via satélite, redes corporativas ou digitalização em áreas remotas em países com grande desigualdade tecnológica, além de permitir desenvolvimento de soluções de IoT e redes 5G com satélite.

"Nos últimos anos, várias operações desse tipo ocorreram no setor, e a nossa parceria com Axess Network vai nos proporcionar um posicionamento estratégico ótimo em duas áreas que tem enorme potencial para crescimento de comunicações de satélite: América Latina e o mercado de soluções B2B", declarou em comunicado o CEO da Hispasat, Miguel Ángel Panduro. 

Estratégia global e nova marca

Este noticiário conversou, durante a Satellite 2022, que acontece esta semana em Washington, com a diretora de estratégias e transformação da Hispasat, Ana Maria Molina Sánchez. Segundo a executiva, a aquisição da Axess se justifica pelos ganhos de sinergias importantes que a verticalização pode trazer para a empresa, como a ampliação da capacidade de atendimento a clientes, a ampliação do portfólio, a maior presença regional e a integração com outros fornecedores, além da eliminação de algumas sobreposições, como teleportos e algumas equipes dedicadas a serviços.

MAs ela explica que as empresas seguirão atuando de maneira bastante distinta e sem o risco de que uma canibalize o negócio da outra. "Não queremos que nossos clientes se sintam preteridos no atendimento, e também sabemos que a Axess vai seguir utilizando capacidade de parceiros. A estratégia de verticalizar é para somar esforços, mas não criar dificuldades", disse ela.

A expectativa da Hispasat é ampliar a sua atuação na oferta de serviços integrados, como na oferta de dados, vídeos e outros mercados específicos, tanto que a empresa está criando uma marca específica, a Wave, para atendimento de clientes finais. (Colaborou Samuel Possebon)

Deixe seu comentário