Deputados mexicanos aprovam novo marco legal das telecomunicações

Os deputados mexicanos aprovaram na noite de quinta-feira, 21, mudanças na Constituição do país e alterações na regulamentação do setor de telecomunicações. O texto vai agora para apreciação do Senado do México.

Se tais mudanças saírem do papel, afetarão de forma significativa os negócios locais do grupo América Móvil, do bilionário Carlos Slim, justamente por se tratar de uma proposta que visa aumentar a concorrência nas telecomunicações daquele país.

Entre as medidas de maior impacto no mercado mexicano estão a intenção de forçar a venda de ativos de algumas empresas e elevar o limite de participação que um estrangeiro pode ter em empresas de televisão e telecomunicações.

O conglomerado de Slim tem negócios no Brasil através das empresas Claro, Embratel e Net Serviços; além da Cablemás, fabricante de cabos óticos que fornece o insumo às empresas ligadas ao grudo. Essas empresas não seriam afetadas diretamente. Mas caso haja impacto em operações importantes do grupo, suas subsidiárias podem, no futuro, sofrer pressões para aumentar o retorno à matriz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.