Angola Cables e Nokia alcançam 300 Gbps em teste de rota EUA-Angola

Os testes da rota expressa EUA-Angola conduzidos pela Angola Cables e pela Nokia a partir dos sistemas submarinos de comunicação SACS e Monet atingiram, pela primeira vez, um tráfego de 300 Gbps entre Miami e Luanda, afirmaram as empresas nesta quarta-feira, 22.

A rota em questão passa pela Brasil, uma vez que o SACS (gerido pela Angola Cables) liga a capital angolana à Fortaleza, onde se conecta ao data center AngoNAP. Já o Monet, (gerido por um consórcio que inclui a operadora africana) conecta Santos (SP), Fortaleza e a Flórida (EUA).

Os dois sistemas foram conectados oticamente pela Nokia a partir da tecnologia de chipset PSE-3 e outras soluções. Segundo a fornecedora, os testes provisionaram comprimentos de onda óticas a 300 Gbps no cabo de 12.635 km, "alcançando os níveis de operação muito próximos do limite teórico do sistema".

Com o roteamento direto de baixa latência, a Angola Cables pode simplificar a ativação de serviços como computação de nuvem e consumo de dados, sobretudo na África. A empresa atua nos segmentos de atacado (wholesale) e corporativo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.