Acordo leva banda larga via satélite em voos europeus

Com combinação de plataformas terrestres baseadas em LTE e satelital com a banda S, companhias europeias pretendem criar uma rede de conexão à Internet para aviação comercial, a European Aviation Network. A iniciativa foi lançada com o anúncio do acordo nesta segunda-feira, 21, entre a operadora alemã Deutsche Telekom, a companhia aérea Lufthansa e a fornecedora de soluções de satélites Inmarsat.

O satélite da Inmarsat utilizado na iniciativa possui cobertura pan-europeia e vai usar a banda S em dois blocos de 15 MHz alocados em 28 países membros da União Europeia. O serviço satelital será complementado por uma nova rede LTE com aproximadamente 300 sites que serão instalados e gerenciados pela Deutsche Telekom, com distância média de 80 km entre si.

A arquitetura prevê que as torres LTE utilizarão a mesma alocação de banda S para a conectividade. Uma vez que o avião atinja 10 mil pés, a conexão será combinada com a do satélite. A mudança do link satelital para o terrestre será gerenciada por sistemas de cabine de forma automática, já que os aviões serão equipados com terminais para ambas as conectividades, repassando o acesso via Wi-Fi para os passageiros.

As empresas afirmam que o mesmo espectro pode ser reutilizado em células adjacentes (três células por site), podendo instalar mais de acordo com a demanda. O pico de dados deverá chegar a uma taxa de 75 Mbps por célula na área de cobertura.

A conectividade para os voos da Lufthansa virá com a banda larga via satélite fornecida pela Inmarsat, enquanto o LTE será desenvolvido e gerido pela Deutsche Telekom. A empresa aérea lançará a conectividade no começo do verão europeu em 2016, ou seja, no final do primeiro semestre. Ela se compromete com a fase de testes da European Aviation Network de 2017 em diante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.