Positivo avalia que vendas de PCs devem retornar aos níveis de 2008

Após atingir recorde trimestral de volume de vendas com a comercialização de 442,5 mil unidades de PCs entre abril e junho deste ano, a Positivo Informática entende que a recuperação do mercado já chegou e avalia que as vendas de PCs no Brasil devem voltar aos padrões de 2008 ainda neste ano.
"No terceiro trimestre estamos vendo que as vendas estão voltando aos mesmos níveis de 2008. Acreditamos que aos poucos o mercado vai retornando do normal", afirma Ariel Szwarc, diretor de relações com investidores e vice-presidente financeiro da Positivo, em entrevista exclusiva a TI INSIDE Online.
O executivo acredita, entretanto, que as vendas no mercado brasileiro de PCs neste ano serão inferiores às registradas em 2008. De acordo com Szwarc, as vendas da indústria de PCs registraram desempenho muito deficitário nos dois primeiros trimestres deste ano. "Para as vendas de PCs deste ano igualarem ou serem pouco superior às de 2008, no terceiro e, principalmente, no quarto trimestre as vendas terão de ser extremamente positivas", diz Szwarc.

Notícias relacionadas
Sobre o fato de os preços dos PCs não terem reduzido e acompanhado a desvalorização do dólar frente ao real, o executivo observa que um dos motivos é que os fabricantes absorveram o aumento do dólar entre o fim de 2008 e o primeiro trimestre deste ano e repassado de forma gradativa esse aumento aos preços dos equipamentos para não afetar as vendas.
Szwarc salienta ainda que os fabricantes estão terminando justamente neste momento esses repasses de preços. E este é um dos fatores que está impedindo as quedas nos preços dos computadores. "Achamos que teremos um circulo mais normal de preços daqui para frente", avalia.
O executivo pondera, no entanto, que o fator preço não será o principal impulsionador das vendas de PCs, mas sim o maior acesso ao crédito por parte dos consumidores.
Sabendo que a projeção para o mercado brasileiro de PCs neste ano não é das melhores, a Positivo foi em busca de ampliar o seu campo de atuação para tentar conquistar receitas em outros mercados e começa a dar o primeiro passo no seu processo de internacionalização. Ela apresentou uma proposta para disputar uma licitação na Argentina que prevê a compra de 250 mil netbooks. Szwarc, entretanto, não acredita em uma vitória da companhia neste leilão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.