Tribunal de falências dos EUA reconhece recuperação judicial da Oi

Em comunicado enviado ao mercado na noite desta quinta, 21, a Oi informou que o Tribunal Federal de Falências do Distrito Sul de Nova York reconheceu como "procedimento principal estrangeiro nos Estados Unidos", nos termos da Lei 11, Seção 1502, do Código Federal dos EUA, a recuperação judicial da empresa e suas subsidiárias (Grupo Oi).  A companhia havia pedido o reconhecimento do processo conjunto no dia 22 de junho, quando obteve o reconhecimento provisório. A corte de falências não fez objeção ao pedido e encerrou a audiência nesta quinta-feira com a decisão a favor do Grupo.

Com isso, uma suspensão é aplicada imediatamente por força da Lei 11, Seção 362, estendendo a suspensão provisória obtida em 22 de junho e impedindo o ajuizamento de ações nos EUA contra a companhia e seus bens localizados em território norte-americano. Ficam impedidas também ações para rescindir ou, de algum modo, interferir nos contratos operacionais da Oi nos Estados Unidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.