Centro de Operações Rio será abastecido com dados da rede da TIM

Durante as Olimpíadas, os telões do Centro de Operações Rio (COR), onde técnicos da prefeitura carioca acompanham informações de diversas fontes sobre a cidade, passarão a exibir também dados fornecidos pela rede da TIM. Trata-se do primeiro acordo do gênero fechado pela operadora com terceiros. Na prática, será possível acompanhar o deslocamento da massa de usuários da operadora pela cidade, de maneira anônima, no formato de manchas de calor sobre um mapa.

"Isso vai ajudar a prefeitura a levar serviços públicos para locais com maior movimentação de pessoas, além de apoiar a gestão de mobilidade na cidade do Rio", comentou Luis Minoru, CSO da operadora.

Os 65 milhões de usuários da TIM no Brasil inteiro geram 6 bilhões de registros processados por dia pela operadora, ou 12,4 TB. Diariamente, são feitas em sua rede 386 milhões de conexões de dados, realizadas 305 milhões de chamadas e enviadas 192 milhões de mensagens de texto. Além disso, a rede consegue identificar a localização dos usuários e os momentos em que realizam chamadas ou conexões de dados, isso sem falar nas informações coletadas por outras fontes da empresa, como suas lojas próprias e seu call center.

Todos esses dados compõem um ativo de big data que a empresa pretende começar a explorar. A parceria com a prefeitura do Rio, prevista para durar três meses, é a primeira nesse sentido, no momento sem caráter comercial. Mas no futuro outros acordos poderão ser firmados, inclusive com empresas privadas e com monetização para a TIM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.