PGMU faz Ibratele rever metas de crescimento

Menos de um mês após ser aprovado o Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU) e as empresas de telecomunicações já começam a rever as metas de crescimento que pretendem experimentar a partir dele. É o caso da Ibratele, fabricante brasileira de equipamentos de comunicação. Nesta quinta-feira, 21, a empresa informou que crescerá 10% a mais em 2011 do que esperava e 30% a mais em 2012.
O principal responsável por esse bom desempenho, segundo estimativa da Ibratele, será o aparelho telefônico denominado "Smart", de forte apelo popular e ecológico, por ser produzido a partir de plástico reciclado de computadores descartados e serragem de madeira de árvores reflorestadas. Como o PGMU prevê a oferta de assinatura de telefonia fixa para famílias de baixa renda, a um custo mensal de R$ 13,70 (com ICMS) e franquia de 90 minutos, a fabricante acredita que as vendas do Smart estimularão o crescimento da empresa. Há no País, segundo o Ministério das Comunicações, uma demanda reprimida de mais de 12 milhões de linhas já instaladas que precisam entrar em serviço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.