Edital de WiFi público para São Paulo tem consulta adiada para dia 28

A Prodam (empresa de processamento de dados do município de São Paulo) adiou por uma semana o fim da consulta pública da segunda versão do edital para a seleção das empresas que operarão a infraestrutura de WiFi para 120 praças e espaços públicos na cidade de São Paulo. Segundo a assessoria da Prodam, "algumas empresas pediram mais prazo para avaliar melhor as alterações técnicas introduzidas no edital". A data final da consulta é, agora, 28 de junho.

Conforme informou este noticiário, a nova versão do edital retirou uma série de itens que especificavam características técnicas referente à Qualidade de Serviço (QoS) da rede. A prefeitura optou por estabelecer um princípio mais genérico em favor da neutralidade de rede e cobrará das empresas prestadoras apenas pela qualidade final do serviço prestado, cabendo a cada uma usar os métidos mais adequados, obedecidos os princípios, que proibem traffic shaping, guarda de logs e qualquer outro elemento que seja caracterizado como quebra do princípio da neutralidade e que possa ameaçar a privacidade dos usuários. Segundo a Prodam, a mudança veio por uma demanda da sociedade durante as audiências públicas realizada. A ideia é que a rede comece a entrar em operação em setembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.