Mais de 2 mil cidades não têm rede metropolitana nem de transporte em fibra

O estudo sobre a situação das redes brasileiras que acompanhará o Plano de Estrutural de Rede de Telecomunicações (PERT) na votação marcada para a próxima reunião do conselho diretor da Anatel (marcada para quinta-feira, 23) deve revelar que 2.028 cidades brasileiras não contam com redes metropolitanas nem de transporte baseadas em fibra ótica, enquanto cerca de 1,1 mil possuem apenas a infraestrutura metropolitana.

Os números foram revelados pelo conselheiro da Anatel, Aníbal Diniz, durante o Painel Telebrasil, iniciado nesta terça-feira, 21. "Para o 5G precisamos da concomitância da tecnologia espectral e da fibra, que precisa ser implantada para ajudar a transportar os dados de um ponto para o outro. Temos o exemplo do PERT que levaremos na próxima quinta-feira para o conselho: lá tem o estudo sobre a situação do Brasil em capacidade de transporte. Temos 1.099 cidades que têm redes metropolitanas, mas não têm de transporte para fazer o escoamento de dados. E 2.028 que nem sequer têm redes de transporte. Precisamos construir o backbone que ligue essa regiões, e essa resolução deve nortear essa política pública", assinalou Diniz.

Atrelada ao PERT, também será apresentada pela Anatel uma nova proposta para a utilização do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust). A ideia é direcionar recursos do fundo setorial para as regiões onde há maior demanda por serviços de comunicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.